• Ícaro

    Sinto dizer mas tenho evidências científicas para discordar de certos itens apontados como erros. Vamos lá, começando por:

    “2) Uso de whey protein com leite após o treino.” – De acordo com uma pesquisa realizadas por cientistas do esporte da Universidade de Baylor em 2006, o melhor batido pós-treino contém uma combinação de proteína rápida e lenta.
    Os investigadores recrutaram 36 homens com idades entre os 23 e 29 e colocaram-nos a fazer musculação durante 10 semanas. Os voluntários já praticavam musculação ao pelo menos um ano, e todos receberam o mesmo esquema de treino.
    O grupo placebo ingeriu um batido que continha apenas carboidratos. [P] O primeiro grupo experimental ingeriu um batido que continha 40 gramas de whey, 3 g BCAAs e 5 g de glutamina. [WBG].
    O segundo grupo experimental ingeriu um batido que continha 40 g de proteína whey e 8 g de caseína. [WC] Os três tipos diferentes de batidos, continham todos a mesma quantidade de energia.
    Após 10 semanas, o grupo WC tinha progredido mais a todos os níveis, do que os restantes grupos. (http://www.musculacao.net/wp-content/uploads/2011/07/wheyvscasein4.gif ; http://www.musculacao.net/wp-content/uploads/2011/07/wheyvscasein7.gif ; http://www.musculacao.net/wp-content/uploads/2011/07/wheyvscasein5.gif)

    “3) Uso de apenas Whey após o treinamento”. – (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21131864; http://ajpregu.physiology.org/content/early/2010/06/02/ajpregu.00077.2010.abstract )
    Ambos os estudos apontam que não existe motivo para adicionar carboidratos ao seu batido pós treino, para diminuir a degradação protéica ou aumentar a síntese de proteína.
    Outro ponto: a proteína whey isolada tem absorção enteral considerável a partir de 30 min após o consumo. E os carboidratos estimulam secreção insulínica em menos de 5 min – e essa Insulina é degradada em menos de 10 min. Ou seja, não há motivo para uma mistura AO MESMO TEMPO de Carbos + Whey.

    “4) Tomar creatina antes do treino visando melhorar a performance naquele momento.” – (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17986903 😉 Tal estudo comprova que batidos de Whey + Creatina ANTES e DEPOIS dos treinos promovem um maior aumento de massa magra e ganhos de força máxima (1RM).

    Finalizando, gostaria de manifestar meu protesto contra a estagnação de falsos conhecimentos no ambiente de nutrição esportiva. Hoje em dia, muitos profissionais se apegam a paradigmas históricos da dietética e não se atualizam. A pesquisa é inerente a todos os profissionais, especialmente do ambiente da saúde. Estudem mais, é importante para todos.

    • Suas críticas são muito bem vindas e colaboram bem com o blog.
      Ícaro, só toma cuidado para não interpretar mal pesquisas científicas e usá-las de forma errada.

      “2) Uso de whey protein com leite após o treino.” A pesquisa que você mostrou provou que whey mais caseína (proteína rápida com lenta) que é melhor para progredir. Então não se pode usá-la como prova de whey com leite é vantajosa, visto que o leite não é caseína pura, ele tem carboidrato, lactose e outros.

      “3) Uso de apenas Whey após o treinamento”. O uso de whey com carboidrato de alto índice glicêmico (maltodextrina, dextrose…) se popularizou justamente por pesquisas científicas em cima disso. Então há uma outra discrepante? Em qual confiar? Ficamos perdidos entre esse meio?

      “4) Tomar creatina antes do treino visando melhorar a performance naquele momento.” –
      A pesquisa comprovou whey + creatina. A creatina não é um suplemento pré-treino. Ela não tem efeito imediato. O efeito dela é de saturação do treino, precisa acumular no corpo. Precisaria de uma pesquisa que prova creatina puramente antes para provar um melhor horário de uso da creatina.

      Gostei das críticas. Isso contribui muito. Poderia fazer em outros posts meus? Ficaria grato.

      Sobre seu protesto, não tenho culpa. Você viu quem escreveu o artigo: Rodolfo Peres, de acordo com ele, nutricionista especialista em nutrição esportiva com vasta experiência no acompanhamento de atletas e esportistas; mais de 50 cursos ministrados no Brasil, consultor da Probiótica Laboratórios.

      • Ícaro

        Agradeço as ressalvas e o conselho. De fato, é muito importante interpretar corretamente as pesquisas. Mas o que eu ponho em cheque é que:

        Erro 2: A problemática elucidada por alguns profissionais da nutrição envolvida na mistura do Whey com o leite, é justamente o paradigma de que os ‘coágulos’ promovidos pela enzima Renina gástrica (ou quimosina) sobre os íons Cálcio da caseína promoveriam uma demora na absorção do Whey. E o que a pesquisa aponta é que a caseína (alvo do sítio ativo da enzima) mesmo retardando a absorção do Whey, proporciona um ambiente anabólico mais duradouro, em que o importante para a síntese protéica (a CONSTANTE AMINOACIDEMIA) seria mantida – outro paradigma é que a proteína que é absorvida rapidamente é mais anabólica; INCORRETO, pois o pico de Aminoácidos cederia com 60 min no caso do Whey. E o balanço nitrogenado seria mantido pela Caseína por até 6 horas. O que você acha mais anabólico? Claro que o balanço protéico CONSTANTE.

        Erro 3: De fato desconheço pesquisa científica que aponta a necessidade dos Carboidratos de alto índice glicêmico misturados com o Whey no pós-treino. Façamos as contas baseando-se na premissa de que os carboidratos iriam causar um pico de insulina que levaria os aminoácidos do Whey para dentro das células musculares (MITO): 1º Whey NÃO É proteína de absorção rapida -a whey hidrolisada já vem quebrada em grandes peptídeos, o que proporciona uma absorção com os níveis máximos atingindo a corrente sanguínea em cerca de 80 minutos (Calbet and MacLean, 2002). Para mim, 80 min para pico de aminoácidos é MUITO LENTO! Comparado ao pico insulínico (causado pela maltodrextrina) que se quer dura 15 minutos (Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas – Thomas Devlin et al, 7ª ed. 2011). Ou seja, a conta não fecha!

        Por final, creio que, de fato, interpretei mal o que o texto de Rodolfo Peres dizia sobre a creatina.

  • Muito bom mesmo este post, super esclarecedor!